Siga-nos:

Seleccionar País:


adminbr1

10 agosto 2022

Nenhum comentário

Fé e Alegria do Brasil participa do Fórum Social Pan-Amazônico

Em julho, a Fundação Fé e Alegria do Brasil esteve presente em dois grandes eventos: o Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA), realizado na Universidade Federal do Pará (UFPA), e no Pré-Fórum do Serviço Jesuíta Pan-Amazônico (SJPAM), também em Belém do Pará. Cada um dos eventos teve duração de três dias e uma causa comum voltada para a defesa dos territórios, da preservação do meio ambiente e dos direitos dos povos regionais.

O Pré-Fórum contou com a presença de 45 representantes das obras da Companhia de Jesus, provinciais do Brasil, Venezuela e Peru, além de sacerdotes e leigos, que se reuniram para realizar um exercício de discernimento em referência às temáticas de Educação e Formação Popular de qualidade, acompanhamento e atendimento aos povos indígenas, territorialidade e missão Pan-Amazônica. As atividades propostas são ligadas ao trabalho de Fé e Alegria que, além de atuar diretamente com Educação Popular, busca valorizar a identidade da população originária do Brasil.

Dividido em salas temáticas e com participação total de mais de 10 mil pessoas, o FOSPA teve como destaque o lançamento da Frente Parlamentar Global para os Direitos da Natureza, os seminários de Educação Popular e a Marcha no centro histórico de Belém, uma manifestação pública em favor da natureza e do direito de povos indígenas aos territórios.

Em ambos os eventos, o coordenador da Federação Internacional Fé e Alegria, Pe. Carlos Fritzen, SJ, a coordenadora do projeto Pan-Amazônico, Irma Lucia Mariño, e o coordenador de Fé e Alegria em Boa Vista (RR), José Romero, apresentaram as linhas de ação da iniciativa de Ecologia Integral e Pan-Amazônica da Federação Internacional de Fé e Alegria efetivadas no Brasil, no Peru, na Venezuela, no Equador e na Bolívia.

A participação de Fé e Alegria nesses eventos possibilitou a ampliação da atuação em rede com obras jesuítas que possuem presença no território amazônico, como o Serviço Amazônico de Ação, Reflexão e Educação Socioambiental (SARES), o Serviço Jesuíta Pan-amazônico (SJPAM) e o Observatório de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida (OLMA).

Sobre o Fórum Social Pan-Amazônico

O Fórum Social Pan-Amazônico (FOSPA) surgiu em 2001 no âmbito do Fórum Social Mundial, para lutar pela vida, pela Amazônia e por seus povos. O encontro bienal foi criado para encontrar soluções, reunir ideias e pensamentos que gerem mudança na relação com a floresta amazônica.

 

Após vinte anos, o FOSPA se consolida como um espaço de articulação para a incidência e a resistência política e cultural e com inúmeras redes atuantes nas causas do meio ambiente e dos direitos humanos. Um dos principais propósitos do evento é promover o respeito aos povos amazônicos e à natureza, em escala global.

 

Acesse aqui a Declaração Pan-Amazônica de Belém, a carta final do X FOSPA apresentada no último dia do evento, na qual foram elencados 35 pontos de reflexão sobre territorialidade e desafios dos povos da floresta e dos que defendem a Casa Comum.

©2022 Todos los derechos reservados
PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com